Como usar efeitos pelos subgrupos (BUS) na 01v96

Tempo de leitura: 7 minutos

Se você já está com todos auxiliares ocupados e ainda precisa usar os efeitos, que tal usar os efeitos pelos Subgrupos (BUS) na 01v96?

Na atualidade, usamos muitas vias de auxiliares, são muitos músicos nas bandas e os consoles 01v96, 02r96, DM1000 e DM2000, da Yamaha, acabam tendo de 08 a 12 auxiliares, o que seria pouco.

Às vezes quando fazemos PA e Monitor, ao mesmo tempo, em alguns equipamentos (seja para igreja, teatro, shows ou outros), acabamos ficando sem via auxiliar para alimentar os efeitos.

Para recordar como é a utilização da forma convencional, leia o tutorial: Como usar Efeitos na 01v96.

Se não entende o que é um subgrupo, te recomendo a leitura de: O que é e como usar o subgrupo para iniciantes.

Entendendo um pouco de diagrama de sinais

Os consoles digitais nos possibilitam muitas coisas, apesar de aparentemente existirem algumas limitações de roteamento.

Por isto, o importante é conhecer o diagrama de sinais para poder pensar em outras possibilidades.

Um destes recursos é a utilização da alimentação de efeitos pelos subgrupos (bus).

Roteando os efeitos pelos subgrupos (bus)

E como fazer se estes consoles limitam a alimentação destes processadores, vindo somente por Auxiliares ou Inserts?

A resposta está na própria pergunta, usando por inserts. Veja a imagem do diagrama de sinais para alimentar os efeitos:

Diagrama de sinais para alimentar efeitos na 01v96
Diagrama da 01v96 mostrando a forma como os efeitos são alimentados.

Meio complicado este assunto, né? Talvez você tenha ficado mais confuso ainda, principalmente, em como você poderia fazer a volta destes efeitos.

Volta dos sinais de audio dos efeitos pelos subgrupos

Tiago, entendi que posso enviar os sinais via insert, dos canais masters dos subgrupos, mas como eu volto estes sinais?

São duas opções a primeira é mais fácil de fazer e a segunda terá controle maior. É contigo e sei que consegue!

É só voltar como insert, no mesmo subgrupo que enviou. Ou pode receber em um canal de entrada, de padrão fica lá no ST In.

Mas relaxa, tudo isto você vai entender facinho quando continuar lendo este tutorial. O importante é que entenda primeiro como funciona o processo de insert para estes consoles.

Como funciona o insert nestes consoles

Temos um campo no qual indicamos a saída do sinal deste canal desejado (Insert Out) e o retorno para este canal desejado (Insert In):

Gráfico mostrando o caminho de funcionamento do insert na 01v96
O insert é uma inserção de um sinal dentro de um canal, que no caso, um canal de subgrupo.

Entendendo este caminho de inserção, passaremos pra algo que a primeira vista é meio estranho, mas é de fácil compreensão.

O diagrama de um subgrupo é muito parecido com de um auxiliar, contudo, o subgrupo não pode enviar som direto para os efeitos, só pode enviar para o master (Stereo L/R) ou para as portas de saída (Omni, Adat, Slot…).

Veja no diagrama de um subgrupo (bus):

Diagrama de sinal no subgrupo da 01v96
Veja que o sinal só pode ser enviado para as saídas físicas ou para o stéreo L/R

É por isto que os efeitos pelos subgrupos (bus) só podem ser alimentados por insert.

Talvez você reclame dizendo que não poderá usar o fader para controlar, mas veja os pontos de inserts, na imagem acima.

Isto quer dizer que podemos usar os efeitos pelos subgrupos (bus), saindo pelo insert, antes da atenuação (ATT), antes do fader (On/Off) e também após o fader.

Ou seja, também podemos mudar a posição e ter um controle de fader (master) para o envio do sinal até o processador de efeitos.

Fazendo o patch dos efeitos pelos subgrupos (bus)

Pronto, agora que entende o roteamento, vamos a mão na massa em como fazer os roteamentos no patch.

Primeiro, você precisa indicar quais os subgrupos (bus) irá alimentar qual efeito.

Encontre o botão PATCH em DISPLAY ACCESS:

Caminho para entrar no PATCH
Botão acesso ao PATCH

Pressionando este mesmo botão (PATCH), repetidamente, chegaremos na aba EFFECTS PATCH.

Definindo os subgrupos para os patchs

Escolha um efeito e defina um sinal enviado pela saída de insert do subgrupo (INSERT BUS 1 – 8). Aproveite e defina também onde este sinal voltará:

Tela de patch dos efeitos
1. No lado esquerdo, vemos as entradas para o processador (SEND), podemos editar pressionando ENTER e encontrando o canal que alimentará ou de modo mais rápido, girar o Dial (controle em formato de uma roda) até o desejado e depois pressionar ENTER;
2. No lado direito, vemos as saídas do processador (RETURN), podemos editar pressionando ENTER e encontrando o canal que alimentará ou de modo mais rápido, girar o Dial (controle em formato de uma roda) até o desejado e depois pressionar ENTER;
3. Neste botão entramos na tela do processador de efeitos para edição conforme imagem abaixo, ou podemos também utilizar o menu (em Display Access) EFFECT.

Usando efeitos estéreos nos subgrupos (bus)

Defina dois subgrupos para alimentar o efeito, sempre um impar seguido crescentemente para um par.

Neste caso será preciso colocar os grupos estéreos em pares. Para isto, clique em LAYER > MASTER:

Botão master em Layer

É importante lembrar que ao virar a camada para Master, automaticamente os faders deixam de ser canais de entrada e viram vias masters de auxiliar e subgrupo.

Ou seja, os 8 primeiros faders são auxiliares (aux) de 1 a 8 e os outros 8 faders são os subgrupos (bus) de 1 a 8.

Caso esteja alimentando os efeitos em estéreo, agrupe os masters dos subgrupos selecionando (SEL) e segurando o canal (bus) e em seguida pressione o outro canal (bus) definido:

Transformando canal em estéreo
Pode ser que apareça uma tela de confirmação, autorize e siga para o uso.

Ligando e reposicionando o insert dos efeitos pelos subgrupos (bus)

Para que o sinal entre no processador de efeito, você precisa ligar este endereçamento indo em DISPLAY ACCESS > INSERT (pressione repetida vezes até aparecer a aba INSERT, não esqueça de estar selecionado o master do bus desejado).

Em ON/OFF do Insert do canal (bus) pressione ENTER para habilitar.

Se deseja que a alimentação deste efeito fique após o fader, acesse o mesmo caminho.

Utilizando o cursor, posicione em INSERT (POST FADER) e pressione ENTER para habilitar:

Tela de mudança de posicionamento do insert

Enviando os canais para este subgrupo de efeitos

Para endereçar os canais de entrada para este subgrupo, que alimenta o efeito, clique em DISPLAY ACCESS > PAN/ROUTING (pressione varias vezes até chegar nas abas ROUT1-16 e ROUT17-ST).

Não envie o canal de retorno do efeito para o subgrupo de alimentação, para não provocar LOOP (realimentação), isto pode travar o console.

Os quadradinhos com números dentro de 1 a 8 referem-se a cada subgrupo (bus):

Tela para definir os subgrupos

Dicas de uso dos efeitos nos subgrupos (bus)

Se você usa um efeito como um Delay fazendo o ataque na alimentação do processador, deixe o canal endereçado para o subgrupo e deixe o master deste abaixado.

Ao levantar este master, desta via de subgrupo, seria o mesmo que aumentar o canal para dentro de um auxiliar, nos modos convencionais de envio, para o processador de efeito.

Você usava o MUTE no master da via de auxiliar, abrindo sempre que precisava fazer um efeito de ataque por mute?

Deixe o master do subgrupo aberto e o mute habilitado, abrindo esta via bus da mesma forma que tivesse fazendo com um auxiliar.

Estas dicas só funcionam se o Insert estiver na posição POST FADER e o retorno do efeito indo para um canal de entrada.

Gostou? Então deixa um comentário, ele é muito importante para que eu possa fazer melhor nos próximos textos. Ahhh!!!! Aproveita e compartilha nos botões das redes sociais no começo desta publicação.

Comente com sua conta do Facebook:

Comentários:

15 Comentários


  1. muito bacana esse topico!!! vou ler novamente pra me familiarizar mais… Parabens Tiagao, sempre disponibilizando seu tempo e conhecimento para nossa turma…Deus abençoe

    Responder

  2. Tiago, respeito, gosto e parabenizo muito seu trabalho e esforço em estar levado a nós seu conhecimento e experiencia, parabéns por este belíssimo trabalho e Deus continue te abençoando. Queria apenas que, se possível, fossem postados também sobre mesas da Roland tanto se posta da Yamaha. Um grande abraço!!

    Responder

    1. Valmir, obrigado por visualizar meus textos. Peço desculpas por não inserir conteúdo destes equipamentos, esta falha minha se dá por pouco uso neles. A ultima vez que usei uma console Roland foi em 2010 ou menos ainda, não recordo direito. Eles são ótimos, uma sonoridade incrível, pena muitos usuários seguirem em cima de modas. Mas vou voltar a utilizar os editores para relembrar, pois a falta de contato acaba gerando estes esquecimentos, em breve colocarei textos sobre elas. Valeu!!!

      Responder

    1. Tu vai pirar no que estou escrevendo, de todos os textos, este vai ser o melhor.

      Responder

  3. Valeu Tiago…Esse texto foi de muita serventia pra mim, pois na igreja a qual sirvo como técnico de som estamos agora com uma mesa de som 01v96vcm, e estava pensando como poderia configurar os efeitos usando os subgrupos…agora sim… valeu!.

    Responder

  4. Eu trabalho com uma banda de baile a mais de cinco anos, lá temos uma 01V.
    Uso todos os AUX para monitor e uso SUB MASTER 3 máquinas de efeito, só que uso um pouco diferente;
    Uso a máquina totalmente insertada no SUBMASTER. Ex :
    -As vozes estão no Sub 8 que vai para o MASTER.
    – No efeito , coloco o ajuste de BALANCE por volta de 15 a 20%.
    Endereço as vozes somente para o sub ( deixo fora do L/R ).
    O resultado fica muito bom.

    Responder

    1. Funciona tão bem quanto. E isto é que é a maravilha do mundo digital, várias possibilidades pra mesma questão.

      Responder

    1. No canal que o efeito estiver voltando, normalmente ST In 1 a 4, envie este sinal para o auxiliar desejado. Mas nunca envie este de volta no auxiliar deste efeito, isto causa loop e a console pode travar.

      Responder

  5. queria saber como usar a mesa no esquema wireless alguma informação ai?

    Responder

  6. Tiago Borges, mais uma vez, meus parabéns, estou de olho nos texto aqui, conteúdo ótimo!!

    Gostaria de saber se teve alguma novidade sobre o uso do Print Server TPLINK PS310-U,
    configurei tudo corretamente e mesmo assim o software reconhece a 01V como webcam e ao tentar conectar exibi o erro: Não é possível conectar, limite de banda indisponível.

    Talvez conhecesse alguem que já fez tal configuração ou mesmo você saiba algum detalhe que eu desconheço.

    Desde já, obrigado!

    Responder

  7. Olá Tiago, gostaria de sua ajuda: na nossa igreja usamos a 01v96, como posso enviar para um AUX o BUS contendo os canais de entrada dos microfones da bateria? Gostaria de fazer a mix da bateria utilizando os canais 17 a 24 (usamos o ADAT para a expensão), depois mandar a mix da bateria para um BUS, mas com o volume para a master desligado, e ai envio o BUS contendo a mix da bateria para um canal de entrada, assim, depois da bateria mixada, trabalho apenas com o volume geral dela numa mesma layer a 1-16, e ainda consigo jogar este canal em um AUX (usamos monitoração por fones), isso é possível fazendo apenas configurações na mesa? usando a máquina de efeitos em bypass? ou insert? Como seria? Atualmente faço o endereçamento do BUS para uma saída no ADAT e estou retornando com um cabo para um canal de entrada, mas acredito que a mesa faria isso de uma forma melhor, sem cabos, como seria?

    Amigo, te agradeço desde já, Deus te abençoe.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.