Conheça as saídas da x32 e use de forma correta

Tempo de leitura: 7 minutos

Você já está querendo usar, ou já usou, as saídas da x32 e sente que algo não está certo? Vou te ensinar o que é cada saída deste equipamento pra você não passar problemas.

Fundo da x32

É muito comum pra quem está iniciando no som ter dificuldades pra entender este tanto de conexões.

Ou até quem já tem experiências no mundo do áudio, mas iniciando com este equipamento, não se atentar pra algumas questões.

Neste artigo, vou acabar com estas dúvidas, sobre as saídas da x32, pois vou falar sobre:

Vamos começar pelo problema mais comum, pelas conexões Control Room:

O que são saídas de Control Room?

Saídas da x32 - Monitor / Control Room

Saídas Control Room são saídas de monitoramento de sinal. Isto que dizer que são saídas que usamos para ouvir cópias de sinais.

De padrão, a cópia da saída principal (estéreo) é enviada para estas portas.

É aí que mora o perigo, pois usar estas portas, como saída principal, correm o risco do som cortar ao usar o botão de SOLO.

O botão de SOLO é usado para enviar uma cópia do sinal para o fone e, também, para as saídas de monitor (Control Room).

Isto quer dizer que se usar estas saídas para sua mixagem principal, ao apertar o botão de solo, o som principal será substituído.

E ninguém quer que o som principal seja substituído por uma cópia do canal com SOLO pressionado.

A não ser que seja monitoramento, aí sim, substituir uma cópia do sinal principal por outra cópia faz todo sentido.

Quais as saídas da x32 devo usar como principal?

Saídas da x32 - MAIN OUT

O melhor mesmo não é corremos o risco, ao usar as saídas da x32 com endereçamento Monitor / Control Room, e usarmos alternativas seguras.

Assim, o mais coerente é usarmos as saídas que o equipamento nos fornece como padrão.

E, novamente, podemos passar por outra confusão. A descrição, na superfície, é muito pequena e nem sei se todos equipamentos da linha mostram ela.

Perceba na imagem acima que as saídas OUT 15 e OUT 16 vem com a descrição (MAIN LEFT) e (MAIN RIGHT).

Isto quer dizer que as saídas principais, numa cena padrão, saem por estas portas. Mas é importante dizer que estas portas são do padrão OMNI.

O que são saídas OMNI?

Saídas da x32 - OMNI

Por todos os lados seria uma boa definição para as saídas OMNI. Isto quer dizer que elas podem receber o sinal de qualquer master de mixagem do console.

Além dos masters de mixagem, como principal, auxiliares, subgrupos e matrizes, ainda pode enviar para estas saídas cópias diretas dos canais ou diversos outros roteamentos.

Estas rotas de configurações podem ser definidas por você em qualquer momento. É só acessar a página de controle ROATING.

Como demanda um pouquinho mais de experiência, não entrarei em detalhes aqui para continuar um conteúdo simples.

Tenho outras publicações, no site, falando sobre este estes caminhos do áudio (que chamamos de patch).

Nota sobre outras saídas OMNI

Saídas da X32 - AUX OUT

Neste console, além das saídas do tipo de conexão XLR (da foto acima), temos outras saídas OMNI (AUX OUT) do tipo TRS e RCA e AES/EBU OUT.

As saídas XLR também são conhecidas como Canon. Já as saídas TRS também são conhecidas como P10.

Saídas da x32 - AES/EBU OUT

A saída do tipo AES/EBU é uma saída do tipo digital, mas é muito confundida como um saída analógica.

Muitos acham que por ter uma conexão via conector XLR (Canon) tem mesmas propriedades de uso.

Porém, o uso desta saída demanda cuidados especiais e que explico na publicação: como usar a saída digital da x32.

Qual a diferença das saídas da x32 por cabo de rede?

Saídas da x32 - Portas de Rede

Além das conexões de saídas OMNI, que falei acima, também temos portas de saída do padrão de conexão RJ45.

Do mesmo tipo de porta que temos nos computadores para usarmos cabo de rede.

AES50

AES50 é um tipo de protocolo de áudio digital, que permite sair e receber sinais de áudio.

Tanto a porta de saída AES50 A, quanto a porta AES50 B, servem como saídas da x32 com envio de 48 canais pelo cabo de rede.

Isto mesmo! É possível sair com 48 canais de áudio, sejam eles canais individuais ou grupos de mixagens (principal, auxiliares, subgrupos ou matrizes).

É possível configurar a porta AES50 A com saídas diferentes da porta B.

ULTRANET

Já esta porta de rede é uma saída para Personal Monitoring.

Uma saída de áudio digital que transmite 16 canais, sejam eles canais individuais ou grupos de mixagens (principal, auxiliares, subgrupos ou matrizes).

Normalmente, é usado junto à um aparelho chamado P16, que é uma controladora de 16 canais, como uma mesinha de som.

Esta mesinha de som permite que cada músico controle sua mixagem de fone ou retorno.

Por isto o nome Personal Monitoring (Monitoração Pessoal).

ETHERNET

Nesta conexão, o trafego do sinal é de saída e de entrada de dados. Usada para controle remoto da mesa.

Pode ser conectada diretamente à outra porta de rede de um computador ou em uma rede sem fio.

Quando usando numa rede wifi, é possível o controle da mesa por aplicativos em smartphone, tablet ou computador.

Já por conexão via cabo, o mais comum é o controle pelo software do computador.

O legal do controle remoto é que que cada músico pode controlar sua via de retorno. Eles podem aumentar ou diminuir os canais da mixagem de sua via.

Para saber onde baixar estes controles remotos, acesse todas as atualizações da x32.

Qual a diferença das portas USB?

Saídas da x32 - USB

De padrão, existem 3 portas USB no console, sendo 01 do tipo A e duas do tipo B (como na imagem).

A porta USB do tipo A é daquela na qual conectamos pendrive. E podemos trocar dados de cenas e configurações com o console.

Também é possível gravar áudio de 02 canais do tipo wav direto no pendrive ou tocar músicas com arquivos deste mesmo padrão.

Já as portas do tipo B, que mostro na imagem acima, elas são do tipo para ser conectado no computador.

SLOT

As portas nas placas XUSB (como na imagem) ou XUF (que tem USB e Firewire) possibilitam sair com 32 canais de áudio.

Estes áudios podem ser cópias dos sinais individuais dos canais ou grupos de mixagem (principal, auxiliares, subgrupos ou matrizes).

Por esta porta também é possível receber 32 canais de áudio no console.

Na prática, você pode usar para gravar todos os canais em trilhas separadas. Outro uso prático é usar plugins nas mixagens, rodando eles através do computador.

Lembrando que esta conexão é do tipo 2.0 e deve usar um cabo nesta velocidade para evitar problemas.

REMOTE CONTROL

Esta porta USB, do tipo B, é utilizada para controle remoto do console, mas eu, sinceramente, nunca usei.

Acho mais prático o uso por cabo de rede, principalmente, conectando via celular.

O que faz a saída MIDI?

Saídas da x32 - MIDI

A saída MIDI é para uso de controle remoto de uma outra forma. Pois, permite a conexão de outra superfície.

Ou seja, você pode expandir os controles além dos que a superfície oferece, aumentando o poder de controle.

Por esta porta de saída MIDI é possível enviar para o controlador os comandos da console. Já pela porta de entrada MIDI receber os comandos da controladora externa.

Quanto menor a versão da x32, menos controles existem na superfície e caso seja preciso, com esta expansão é possível ter de volta estes controles.

Gostou? Então deixa um comentário, ele é muito importante para que eu possa fazer melhor nos próximos textos. Ahhh!!!! Aproveita e compartilha nos botões das redes sociais no começo desta publicação.

Comente com sua conta do Facebook:

Comentários: