Conheça mais sobre minha história

Tempo de leitura: 8 minutos

Acredito que esta página sobre minha história pode motivar outras pessoas buscarem sua missão profissional e seu planejamento de carreira.

E sobre esta questão ter virado uma pessoa pública não foi algo que planejei. Ocorreu por acaso, não era meu foco, mas acabou sendo consequência.

Sobre o Tiago Borges da Silva

Sobre minha HistóriaEste nome completo aí em cima é o meu. Mas tem uma curiosidade, ele não tem H. Até aí parece normal, mas não para mim. Eu detesto quando erram e colocam ele com H.

Pensa aí num cara que fica com raiva quando colocam meu nome com H em certificados, credenciais, legendas em vídeos e outras coisas parecidas.

Até no Whatsapp, quando escrevem com H, eu já peço pra atualizarem o meu nome nos contatos da agenda, para não haver mais o erro.

E claro que agora você que tem meu contato também vai lá corrigir, né? E se não tem, pode pegar meus contatos aqui.

Preciso me tratar quanto a isto e, que me lembro, desde os tempos de ensino primário que eu não gosto. E também não é pra ficar me sacaneando agora sabe, viu?

Voltando… nasci e moro em Brasília / DF. Sou filho de músico, irmão de músico e eu não sou músico.

Eu em 1983

Meu pai até tentou de toda forma, mas eu não queria isto.

Ele tentou fundamentos da música, cheguei a ler partitura, mas não consegui seguir pra tocar. E ele tentou flauta, piano, bateria, baixo, guitarra, violão, canto… e nada.

Dos 4 aos 8 anos ele tentou. E até me dizia que eu era muito criativo e curioso (ainda sou), mas acabou desistindo.

Um choque me trouxe até aqui

E foi por conta de um choque, aos 12 anos, em uma mesa de som, que vim pro mundo do áudio.

Eu estava num evento que meu pai iria tocar, mas a mesa não ligava e o curioso aqui foi ver.

Com a mão onde não devia, tomei aquele choque e queria saber o porquê.

Achei um cabo cortado e era o que ligava a mesa. Arrumei pedindo emprestado uma faquinha de serra e uma fita durex.

Me senti muito bem ter ajudado naquele evento e queria saber mais. Que eu lembro, foi a primeira vez que tive foco.

Inicialmente, meu irmão me ensinou tudo, mas depois não teve mais saco pras minhas curiosidades e teimosias.

Vida pessoal

Com 16 anos, eu já estava muito independente, por conta da profissão, e eu casei.

A Valéria, apesar de mais nova que eu, sempre foi a cabeça da casa. Muito coerente e sensata, é quem coloca ordem em tudo.

Não é à toa que ela quem administra a nossa empresa.

Quando eu tinha 19 anos, perdemos nosso primeiro filho. Abalou bastante, mas logo vieram três presentes maravilhosos. Com 20 anos nasceu nossa primeira filha (Arayan). Já com 24 a segunda (Nayara) e com 29 a terceira (Yanara).

Eu e elas

Construímos uma vida provida pelo áudio.

Me sentindo incompleto

Tudo que virava mesmice, eu não aguentava ficar muito tempo.

Era empolgação no começo, enquanto aprendia mais e mais, porém, quando estabilizava, eu queria mais e não tinha.

Foi assim passando por todas áreas do áudio, porém, o que me fazia sentir bem era estar envolvido com pessoas.

Eu gostava de ficar no backstage, mas já estava saturado das mesmas coisas.

Sentia mais prazer nas passagens de som, ensinando algumas coisas que os técnico das locadoras me pediam, que na hora do show.

Mas eu já não tinha mais paciência para estrada e pedi pra sair da renomada dupla Chico Rey e Paraná.

Com valor agregado em conhecimento, já estava cobrando pra trabalhar local a mesma coisa que cobrava nas viagens e, ainda sim, não conseguia parar de trabalhar.

Como ninguém nasce sabendo, eu tinha certeza que podia ajudar muitos, mas ainda não conseguia viver só de treinamentos.

Por isto me concentrei em compartilhar o que eu sabia pela internet.

Sobre eu virando figura pública

Pessoas que não conhecia, apareciam na minha tela com seus problemas, me pedindo ajuda e eu sentindo muito feliz em ajudar.

E minhas respostas nem sempre eram experiências vividas por mim. Muitas delas eram de dúvidas que me chegavam e eu não sabia responder.

Pessoas que sou fã

Eu pesquisava para ajudar numa solução. E estas pesquisas me deixaram próximo de muitos profissionais que sou fã.

Aquele vazio profissional foi preenchido, pois eu aprendo ensinando. Tenho que pesquisar as coisas que não sei para que não ensine de forma equivocada.

Meus cursos se tornavam mais ricos com exemplos de problemas reais, que não vivi na prática, mas ajudei na solução.

Eu nem imaginava que viraria alguma figura pública, eu não quis ser artista, músico ou qualquer outra linha de frente.

Registrei meu domínio em 2005, mas só coloquei um site no ar em 2012, quando abri a empresa. Neste ano, os acessos giravam em trono de 500 por mês. O que já era o máximo.

E acabei virando uma pessoa muito conhecida como fonte de pesquisa. O boca a boca se espalhou e meu perfil no facebook chegou a 5000 pessoas.

Com bloqueio nesta quantidade, não tinha o que fazer, acabei virando página nesta rede social. Estamos rumando para superar 10000 seguidores. Mas o forte mesmo são os acessos no site.

Na metade do mês de junho de 2017, me chega uma alerta de limite dos 50000 acessos, do plano WordPress II da Kinghost. E tive que novamente migrar o plano da minha hospedagem.

Limite de acesso Kinghost

E assim surgiu o Tiago Borges, figura pública, que você conhece hoje.

Minha missão

Estarei compartilhando, em outro momento, uma autobiografia mais detalhada com toda minha história.

Não foi fácil chegar até aqui, mas preferi não colocar este lado negativo neste “sobre mim”. Foram muitas dificuldades e não quero que ninguém passe o mesmo.

Por isto, hoje tenho a missão de ajudar técnico de som iniciante tornar-se profissional.

Faço isto, através do compartilhamento do meu conhecimento, para que ele possa alcançar resultado mais alto em sua carreira técnica.

As pessoas aprendem primeiro a falar e depois que elas vão aprender como falar corretamente.

Por isto me baseio em ensinar de forma bem direta e simples, deixando sempre vontade de aprender mais e de forma mais coerente possível.

Lá na autobiografia vou falar detalhes do meu passado, completando tudo que falei aqui.

Já agora, vou te apresentar minha atualidade como como Profissional, Empreendedor e Empresário.

O tempo e suas poucas horas

Sou gestor numa igreja chamada Sara Nossa Terra. Esta comunidade tem mais de 1000 igrejas no Brasil e também presenças em vários outros países.

Minha responsabilidade é corrigir dificuldades técnica e prepara a equipe para andar sozinha. Minha última conquista foi com a SNT da Ceilândia.

Atualmente, fico responsável pela Sede Internacional Embaixada Sara Nossa Terra. Lá tenho uma equipe de 4 funcionários e muuuitos voluntários.

Esta equipe de voluntários é formada por alunos que tenho treinado com teoria na sala e prática mão na massa.

Em 2016, fizemos um evento que pra mais de 15mil pessoas no complexo Arena Hall.

Conferência Arena Jovem 2016

Em 2017, o número passou de 17mil e para 2018, não será mais no mesmo lugar, iremos para o Ginásio Nilson Nelson.

Às vezes, aceito um pedido para operar alguma banda, fazer coordenação de palco ou direção técnica, pra revisar alguns procedimentos na prática. Porém, as horas são poucas e foco em compartilhar conhecimento.

Sobre as consultorias, elas continuam acontecendo, porém, são gerenciadas pela Valéria, igual tudo na minha agenda acabam passando por ela. Frequentemente, estou sendo convidado para analisar instalações em casas de show, igrejas e auditórios.

Nestas consultorias, identifico os problemas e gero uma metodologia para resolvê-los.

Rompendo barreiras

Sobre ser empreendedor, decidi que só as aulas locais são insuficientes.

Acredito que mais pessoas podem ser impactadas se eu também tiver cursos, treinamentos e aulas on-line.

Continuarei com turmas presenciais, sejam nos cursos que eu promovo ou nos que sou convidado para ministrar, mas continuarei presente.

Porém, como muitos me pediram para ter versões on-line, não tenho como negar e estou rompendo esta barreira para empreender por estes caminhos.

Já comecei a gravação voltada aos iniciantes. Assim, gerarei um nivelamento para quando estiver colocado os níveis mais básicos, intermediários ou avançados.

Sobre eu sendo empresa, tenho meta de expandir a equipe para mais 10 colaboradores até o fim do ano.

Talvez isto aconteça antes, pois acredito que até o fim do ano, eu já tenha mais de 10 cursos on-line colocados no ar.

E é isto… muito obrigado por ter conhecido mais sobre mim.