Pre-amplificador Digital – Um dos maiores mitos no áudio

Tempo de leitura: 5 minutos

Muitos que vieram do mundo analógico para o digital continuam com o pensamento equivocado sobre pre-amplificador digital.

Dizem que mesa boa são aquelas que tem o preamp analógico, como 01v96, 02r96, DM1000, DM2000 e PM5D.

Que versões como PM5D-RH, LS9, M7CL e tantas outras digitais de todos os fabricantes, que tem o ganho salvo na cena, não tem o som das mesas com preamp analógico.

Mas afinal, existe o pre-amplificador digital?

A balela do pre-amplificador digital

Comparando PM5D e PM5D-RH
Uma cena salva na PM5D-RH é lida facilmente na básica PM5D. A única diferença é que os ganhos salvos na RH são ignorados na básica PM5D.

Penso que esta confusão veio por causa do botão fixo de ganho, presentes nestes consoles (01v96…PM5D).

Eles acham, que por ter que selecionar alguma função, ou salvar os ganhos, nos outros modelos, que são ganhos digitais.

E pra piorar, confundem GAIN (ganho) com PREAMP (preamplificado), sem domínio correto sobre o conceito de um e de outro.

Qual a diferença de ganho para pre-amplificador?

Canais de entrada PM5D
A PM5D tem conexão de insert analógico que fica antes da conversão.

Para entendermos o que é o pre-amplificador, vamos pensar sobre uma lente. Dependendo de como ela é posicionada, ela pode aumentar ou reduzir uma imagem que passa por ela.

Com o pre-amplificador funciona da mesma forma, ele pode excitar ou atenuar o sinal que passa por ele.

E também de forma simples, podemos dizer que o ganho é o cara responsável por posicionar esta lente (pre-amp). Sendo que ao abrirmos, estaríamos excitando o sinal e já diminuindo, estamos atenuando o sinal.

O pre-amplificador é um circuito analógico, na qual o sinal elétrico passa por ele.

Pre-amplificador digital não existe

Rio3224-D
Rack de conversão Analógico para Digital e Digital para Analógico

Como falei acima, o preamp faz parte de um circuito elétrico. Temos que lembrar que ele trabalha em cima de tensão (conhecido popularmente como voltagem) e não em cima de dados.

O preamp fica antes do circuito de conversão, que converte o sinal elétrico em sinal digital. Por isto, não existe pre-amplificador digital em mesas de som com tecnologia digital.

E como a confusão é por causa dos encoders (botões rotativos sem fim), que precisamos selecionar antes de aumentar o ganho, pensa-se que é pre-amplificador digital.

Porém, mesmo este ganho, como em consoles PM5D-RH, LS9, M7CL, QL, CL, TF e tantas outras, não temos pre-amplificador digital.

Temos um preamp analógico, que fica antes da conversão e um circuito eletrônico que recebe informações de um sistema digital.

Quando carregamos uma cena, é disparado por um sistema digital os valores de cada ganho analógico de cada canal. Assim, um sistema mecânico recebe esta informação e excita ou atenua em cada entrada.

Como se estivéssemos usando o zoom ótico em uma câmera digital, onde ao comandarmos na tela, para que a lente seja movida, a imagem vai se mostrar maior ou menor.

Quando entramos em uma tela para ver os ganhos, ou selecionamos um canal, um sistema digital faz uma pesquisa com sistema de execução mecânico. Como se perguntasse: Ei ganho analógico, qual o nível você está?

E o ganho analógico de cada canal iria responder: Estou excitando/atenuando o pre-amplificador analógico em tanto em relação a minha posição de fábrica.

Depois disto, o sistema digital te mostra na tela ou por leds o posicionamento do botão rotativo infinito de controle baseado na posição mecânica.

E o ganho digital, existe?

Gain Compensation
Modelos da Yamaha como CL e QL tem a função Gain Compensation, que é uma relação de compensação entre o Ganho Analógico e o Ganho Digital.

Sim, o ganho digital existe, mas ele não é pre-amplificador digital.

Ele é um atenuador, que tem por padrão uma referência em 0dB, ou seja, ele nem aumenta e nem diminui o sinal convertido.

Igual ao zoom digital das câmeras, que por padrão nem aumenta e nem diminui a imagem que foi capturada.

Porém, depois que a imagem já convertida em digital, é possível usar este zoom para deixar esticada ou encolhida.

E como falei, com áudio acontece o mesmo, inclusive, os mesmo problemas, já que quanto mais esticar, mais risco de perder a qualidade da imagem original.

Ou seja, se entrar com pouco sinal na conversão, uma estrutura de ganho pobre, e tentar corrigir esticando o sinal no ganho digital, poderá ter problemas.

E ao contrário também, se o áudio já for convertido estourando (em excesso) e depois tentar reduzir no ganho digital, vai ter problemas. Irá reduzir conseguir reduzir a imagem, mas ela ainda estará saturada, pois o problema foi antes da conversão.

Superdica!

A Yamaha disponibiliza uma página que compara a básica PM5D com a PM5D RH (que tem pre-amplificado baseado na lendária PM5000). Para acessar estas especificações, clique aqui.

Aproveitando, eles também disponibilizaram um arquivo que compara a posição relativa do ganho básico, com PAD, e o ganho da PM5D-RH. Você pode baixar este pdf clicando aqui.

Gostou? Então deixa um comentário, ele é muito importante para que eu possa fazer melhor nos próximos textos. Ahhh!!!! Aproveita e compartilha nos botões das redes sociais no começo desta publicação.

Comente com sua conta do Facebook:

Comentários:

  • Lucas Vieira

    “Como falei acima, o preamp faz parte de um circuito elétrico. Temos que lembrar que ele trabalha em cima de voltagem e não em cima de dados.”

    Lembrando que “voltagem” não existe, o termo mais correto tecnicamente seria tensão.