Papel picado e a chuva de prejuízos no áudio

Tempo de leitura: 3 minutos

Quem ainda não teve prejuízos com papel picado deve ser uma pessoa de muita sorte.

Nestas festividades que tiveram de 7 de setembro, fatalmente, muitos acabaram trabalhando pra pagar a conta destes prejuízos.

E nem sempre é só em festividade de feriado. Hoje tem sido comum o uso destas serpentinas na maioria das bandas.

A beleza do papel picado

A beleza do papel picado

Realmente, a chuva de papel picado é muito bonita. Muitas vezes, usadas em comemoração de algum marco histórico.

Outras vezes, quando uma banda, um palestrante ou uma celebridade entra em palco. Também é usado ao comemorar o fim de uma apresentação esplêndida.

E como profissionais do áudio, sempre estaremos expostos a esta chuva de papel picado.

Não conheço aquele que deixou de trabalhar por saber que teria papel picado no evento.

O papel picado e a locadora de áudio

Locadora e o Papel Picado

Quando eu trabalhava pro Ildo Chaves e Zé Luiz, na Majestic, era assim: Toda segunda, a gente tinha que abrir todos os equipamentos pra fazer limpeza.

Encontrávamos estes danados dentro das caixas de som, que eu não sei como, mas passava papel picado pela tela.

E já tivemos falante que entrou em curto quando papel picado metalizado entrou e gerou contato entre os polos no transdutor.

De sorte somente o papel queimou, mas poderia ser o canal do amplificador.

Ocorre muito de entrar papel picado nos controles deslizantes (faders) das mesas e muitas vezes ferrar com eles.

Já vi amplificadores, mesa de som, cubo de guitarra, cubo de baixo e vários outros equipamentos entrando em curto por conta destas serpentinas metálicas.

Papel picado e o prejuízo mais comum

Papel Picado Metalico

aquecimento é o problema mais comum causado por estas pestes.

Quando passam pela ventilação, eles ficam dentro do equipamento e causam curto, mas na maioria das vezes eles fazem ficar preso.

ventilação fica abafada, o equipamento começa aquecer e muitos travam.

Já vi situação do aquecimento gerar ressecamento dos cabos flat e outro problemas internos que causavam problemas intermitentes.

Eu tenho uma vontade de sair furando aquelas bombas, que além do susto, pela explosão, me deixam cheio de papel na cara.

Não sei o que é, mas parece que eles perseguem buracos pra entrar e encher o saco. Por diversas vezes já me vi cuspindo papel picado que nem sem por onde passou, mas tentaram entrar na minha boca.

Quando estoura aquele trem eu já do logo um jeito de tampar meu computador, pois já tive problemas com o teclado e evito outras dificuldades.

Principalmente, o problema com a ventoinha e placa mãe, como já ocorreu com amigos.

Não são só equipamentos que morrem com curtos

Serpentina metálica

Curtos não matam só equipamentos, pessoas podem sofrer dano por esta inconsequência.

E sim, parece estranho, mas já morreram vários por causa deste trem.

Um caso muito evidente na mídia foi o disparo manual, com papel picado (serpentina metálica), onde gerou curto circuito em uma rede elétrica e a morte de 16 pessoas.

Veja neste link no site da globo a reportagem: http://g1.globo.com/mg/sul-de-minas/noticia/2014/06/video-inedito-mostra-acidente-que-matou-16-em-pre-carnaval-em-mg.html

Não acredito que o fim do uso dos papel picado ocorrerá. Enquanto isto não tem previsão para existir, espero que quem passar ileso no momento do evento, se lembre de abrir os equipamentos, fazer limpeza e evitar problemas futuros.

Ahhh, o curto pode não ocorrer no dia. Como vai estar lá dentro do equipamento, este laminado pode gerar curto após o transporte.

Cultura do próximo que se lasque

Cultura do próximo que se lasque

Já repararam o quanto tem ficado um lixo para as próximas atrações?

Eu até entendo que nossos amigos técnicos estão numa pressão grande para ir para o próximo evento, mas será que isto justifica?

Eu, sinceramente, não acharia legal chegar pra trabalhar no chiqueiro. E o pior, é que para a locadora não ficar ruim com a próxima banda, acaba assumindo a limpeza da porcalhada dos outros.

Comenta aqui embaixo se você tem pegado palcos imundos e, também, conte se já teve prejuízos.

Se você achou este conteúdo importante, me ajude compartilhando para ver se acabamos com a cultura da porcaria e prejuízos.

Comente com sua conta do Facebook:

Comentários: