O que é e como limitar o PA

Tempo de leitura: 2 minutos

Se você pensa que limitar o PA protege os falantes, drivers e outros transdutores, tome cuidado, seu sistema pode estar em risco e nem sabe.

Limitar o PA protege o que?

Limitador de doidoEste dinâmico, como uma ferramenta de proteção, está mais ligada ao amplificador que a quantos dBs SPL pretende limitar o PA para que o operador não queime tudo.

Não existirá uma solução genérica, do tipo que serve para tudo, com limiter não funciona assim.

Tentando ser mais claro, porém não sendo tão técnico, cada amplificador tem suas características.

Se usamos mais de um modelo diferente, em uma mesma via, é bem provável que o ajuste para os outros não seja coerente.

O mesmo pensamento deve ser visto quanto ao processamento, pois é possível que modelos diferentes atuem diferentes.

Estilo musical também interfere

Rave

Uma outra questão fundamental é o entendimento de que a aplicação não serve para todos estilos musicais.

Ou seja, em um mesmo evento, passa-se de protetor para destruidor só de ter estilos musicais radicalmente diferentes.

Em músicas eletrônicas, tantas aplicações de compressão são inseridas, que seu fator de crista se torna baixo, bem próximos aos picos.

Já em músicas normais, estas médias se tornam bem mais distantes, com uma largura vezes em relação a anterior.

E o por quê de queimar tanto?

Falante queimado

O limiter também tem seu limite e não acredite que todo “cacete” vai estar seguro e consegue limitar o PA ao ponto de proteger.

Se queima mais transdutores pela aplicação errada que por não aplicar nada.

Estes prejuízos ocorrem, justamente, por ter uma aplicação segurando o que deveria soltar e soltando o que deveria segurar.

Talvez você não saiba, mas além do campo limiar (threshold), existem outros tão importante o quanto.

O que quero dizer, é que simplesmente reduzir dBs do threshold somente colocará um ponto de limiar mais estreito. Se não indicar os parâmetros de attack (tempo para iniciar a proteção) e release (tempo para relaxar a proteção) de forma precisa, continuará sem resultado eficaz.

Estes parâmetros são alimentados baseados no período das frequências mais rápida e mais lenta no ponto de corte.

E nem falei sobre o dimensionamento errado, que por insuficiência, muitos irresponsáveis não aceitam o limite do sistema e tentam espremer até onde ele não aguenta.

O assunto limiter merece muito mais que este texto superficial, principalmente no contexto proteção em vias.

Um outro dia escreverei de forma mais aprofundada, por enquanto é isto. Aproveito pra deixar um outro texto Como usar o Limiter e Alinhamento de Sistemas.

Gostou? Então deixa um comentário, ele é muito importante para que eu possa fazer melhor nos próximos textos. Ahhh!!!! Aproveita e compartilha nos botões das redes sociais no começo desta publicação.

Comente com sua conta do Facebook:

Comentários:

12 Comentários


  1. Olá Tiago, desde já queria te parabenizar pelo trabalho que tem desempenhado com seus posts.

    Bom, sou iniciante em sistemas digitais e recentemente adquirimos uma OIV96i em minha igreja. Tenho acompanhado suas postagens mais antigas no som ao vivo e tenho aprendido muito. Gostaria de saber algo simples: como reprodzir musicas direto do notebook via USB para o console?

    Tenho muitas dúvidas mais tenho “fuçado” bastante, se puder responder esta ficaria grato!!

    Abração!

    Responder

    1. Em patch, defina o canal de entrada como USB, receberá o audio por ele.

      Responder

    1. Olá boa noite sou iniciante tenho muitas dúvidas pós tenho uma função na Ingreja que no som e acabamos de adquiri a mesa x32 primerio veio um técnico e régulos o som e depois eu fique para segura

      Responder

  2. Muito bom Tiago, como vc disse limite está mais para amplificador do q para falantes, por isso a importância de amplificadores digitais se faz cada vez mais necessário pois desafogamos os processadores, tornando o sistema mais eficaz… Não q não passamos utilizar o processador, mas pela versatilidade de processamentos diferenciador q podemos aplicar, não só em limites de compressores, mas também em limites de tensão, direto no próprio amplificador…

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.