Deixe as ferramentas trabalharem pra você

Tempo de leitura: 4 minutos

Ao amigo que está começando, fiz este artigo bem básico para você compreender melhor e ter um controle maior de suas mixagens deixando as ferramentas trabalharem pra você com os controles de dinâmica.

Deixando as ferramentas trabalharem

Você já deve ter recebido um sinal com muitas variações, onde precisou ficar abaixando e depois voltando o sinal para mantê-lo dentro de um padrão. Muito comum o cantor, palestrante, locutor, músico… no calor da apresentação aumentar significativamente o nível de sinal enviado e depois cair com este novamente.

Você mixando, naturalmente iria ficar compensando este níveis no subindo e descendo o volume, né?

Confuso com a dinâmica dos músicos?

Mas e se você pudesse aplicar uma compressão neste sinal?

Você poderia segurar estes picos e assim nivelar automaticamente o sinal (COMPRESSOR).

E se a necessidade é segurar o sinal para que este fique limitado e não ultrapasse um determinado ponto? Também é possível aplicar uma dinâmica automática para isto (LIMITER).

Que tal uma mixagem mais limpa?

Sempre tem um canal que você quer que ele fique sem som, principalmente, quando não existe o sinal desejado passando por ele. Sem usar a dinâmica automática (GATE), você teria que ficar ligando e desligando este canal manualmente.

Ou então, ter um sinal que ao ficar abaixo de um nível definido, seja reduzido automaticamente (EXPANDER)? E assim você não precisar ficar abaixando.

Muitas vezes, aparecem aqueles eventos onde tem um preletor e é preciso ficar controlando aquela música de fundo, descendo e subindo o volume dela quando ele está ou não falando.

Já passo por isto?

Liberdade pra ir tomar um café

Então, existe uma funcionalidade (DUCKING) que pode fazer isto automaticamente, pois ele fica monitorando, a pessoa falou e ele abaixa a música, parou de falar e ele volta pro volume, assim você fica livre pra poder ir no banheiro, pra ir almoçar ou até tomar um café pra acordar.

Todas estas funcionalidades acima você pode definir uma faixa de frequência, indicando de quanto a quando (HPF, BPF e LPF) deseja monitorar e quando este ultrapassar (para cima ou para baixo dependendo da aplicação) dentro desta faixa de frequência, o sinal todo receberá a aplicação de dinâmica.

Incrível, né? Você tranquilo enquanto as ferramentas trabalham pra você.

Esta outra funcionalidade (DEESSER) só não entrou acima, como filtro, por causa que seu monitoramento é normalmente baseado nas altas frequências, com isto, ela fica monitorando o sinal e toda vez que o sinal vir com sibilância (aspereza desagradável que pode acontecer durante sílabas consoantes como S, T e Z), ele tem a frequência abaixada para deixar o sinal mais equilibrado.

Existem sinais que precisam de compressão dos picos trabalhando de forma independente por região, onde a compressão que existe para o grave independe do quanto existe para o médio grave, para o médio e para o agudo, neste caso a funcionalidade deste dinâmico (MULTIBAND COMPRESSOR) consegue comprimir somente aquela região de frequência que carrega picos indesejados no sinal, deixando o resto da faixa independente.

Outra funcionalidade muito bem vinda (PARALLEL COMPRESSION), é poder misturar o sinal limpo (DRY) com o sinal comprimido (WET) no mesmo processador, gerando uma textura incrível na sonoridade do canal.

Também, existe a possibilidade de definir um ponto aonde abaixo ou acima dele, será executado alguma ação de equalização (DYNAMIC EQ). Resolvendo a necessidade de abaixar ou subir determinada frequência, conforme a pegada do músico.

Ou ao contrário, abaixo de certo ponto, a frequência seja aumentada, compensando assim a falta no sinal.

Mixar sem equalizador

Já pensou em equalizar sem usar o equalizador? Com os dinâmicos isto é possível.

Cara de espanto

Eles também mudam a sonoridade dos canais, podendo chegar ao som que procura sem mesmo ligar o equalizador. Pense aí, sem sofrimento, só deixando as ferramentas trabalharem pra você.

Estes dinâmicos são os mais conhecidos e presentes em consoles digitais. Quer saber mais sobre cada um deles?

Então volte, clique em cima do nome deles e veja uma publicação detalhada de cada parâmetro em de cada dinâmico.

Não perde tempo, deixe as ferramentas trabalharem pra você e fique livre pra fazer um som sensacional.

Gostou? Então deixa um comentário, ele é muito importante para que eu possa fazer melhor nos próximos textos. Ahhh!!!! Aproveita e compartilha nos botões das redes sociais no começo desta publicação.

Comente com sua conta do Facebook:

Comentários: